quinta-feira, 20 de março de 2008

A Propósito de Escritores que Não Deviam Escrever

...Eu respeito a opinião de todos, só não concordo!

Parece um disparate, mas dia vai dia vem e como quem não espera, acreditando na maturidade dos interlocutores ainda vou ouvir e ler a mesma velha parvoíce.
Sim parvoíce, que não passa mais de uma construção burraica, carregada na ideia das mentes que são embebedadas por alguém que nem eles próprios o sabem. Falo dos defensores do que nem todo o mundo pode escrever.

Mas quem foi que disse que a escrita não é nada mais que um método de comunicar, e se concorda que assim o é, então certamente deve repensar como observa o fenómeno escrita. Sendo radical, aceitar que nem todos podem escrever é o mesmo que, dizer que nem toda a gente pode falar, contar uma história ou criar uma forma qualquer de arte. O que nos leva para a discussão sobre o que é ou não belo depois de passarmos por uma mesma escola, assunto que não me vou debruçar desta vez.

Agora para terminar, como pudemos ter escritores Prémio Nobel, se não temos não mais que dois escritores profissionais (assumindo que apenas pudemos chamar de profissão uma actividade que gera a nossa receita principal, quando falo do kumbu do final do mês)? E não são certamente os melhores escritores do universo, não temos um grande mercado interno, e continuamos a acreditar que nem todos podem escrever.

Quando na realidade para se ser escritor apenas precisamos de ter algo para dizer, uma experiência de vida, testemunho de um acontecimento, uma duvida, ler muito, escrever muito: imaginação, amor pelas palavras, observação, insatisfação com o seu próprio trabalho escrito, autoconfiança, inspiração, sorte (mas quanto mais se trabalhar/escrever = ++sorte), e a qualidade mais importante como todas antes “DISCIPLINA”.

Não pudemos nunca esquecer, atenção!
Escrever é uma arte. Muito poucas pessoas em todo o mundo escrevem com facilidade, mas como toda a arte, pudemos sempre aprender e melhorar todos os dias.

Kardo Bestilo
Luanda 19-03-08 * C142 – 19:11

2 comentários:

THIERRY SUEZ disse...

Estou muito mais feliz por te descobrir num blogue, e mais uma vez rendo-me as tuas palavras. A proposito do teu tema; julgamentos nao se devem fazer aquando da livre expressao artistica dos seres animados (com vida)...
E nessa de querer estar politicamente correcta a altura dos grandes mestres e obras, nao e que me esqueci da acentuacao...
"irmãos a escrita é livre"

Kardo Bestilo disse...

É verdade Thierry e, só não é livre quem sem saber já deixou de imaginar e rendeu-se ao mundo quadrado.