terça-feira, 29 de junho de 2010

Falência da Sociedade


Sexo e Dia-a-Dia.

O abuso da sexualidade para fins...

Onde estamos nós, pais da nova angola?

Os pais ingleses revoltaram-se contra a publicidade nas cabines telefónicas.

Os nossos pais revoltaram-se contra a invasão colonial, e eu e tu o que estamos a fazer pelos nossos filhos.

O abuso, a obscenidade, a compra a grosso de

valores morais negativos são simplesmente o nosso pão do dia-a-dia. As fotos aqui expostas demonstram isso todos os dias.

Para o cidadão do umbigo* isto é irrelevante por acreditar que basta tr

atar das paredes da sua casa e o mundo lá fora passa ao lado. ''eu só preciso educar os meus filhos bem que essas questões não lhes tocam''. A verdade é que os pôsteres de mulheres semi ou quase nuas, extraídas de sites ou revistas pornográficas, estão a circular nos taxis, estão em frente as escolas, nas paredes do nosso super, próximos de esquadras moveis da polícia, junta a nossa bandeira nacional e muito mais.

Porque é que não se prende para começar os organizadores, passa-se multas aos designers?

As festas são destinadas a jovens. Onde se concentram os dois sexos.

Com que mentalidade se vai a uma festa da peladona, saia curta, ..., quando o pôster convite é com uma mulher atraente quase nua.



Pensa comigo:

  1. A Festa do Calção Desfiado cobra 700kz para entrada dos homens e 30kz para as mulheres;
  2. Falaram-me de uma festa que houve no bairro mártires de kifangondo em que os homens pagavam 2000kz e as mulheres entravam com uma camisinha;
  3. Que conslusões e opiniões chegas-te? Podes comentar?

Que valores são adquiridos num ambiente a partida tão feroz?

Parece estúpido e conservador o meu lamento, mas dentro de 20 anos, como serão os pôsteres de festas nas ruas de Luanda?

E confesso que também não sei a resposta certa, mas tenho a certeza que o combate precisa começar agora!!

A sociedade também é falível, quando contrai mais valores negativos do que os positivos que desenvolve.


*Individualista absoluto


Kussi Bernardo

Luanda - Angola


1 comentário: